Brasil Direito das Mulheres Polícia

Homicídios e feminicídios crescem no 3º trimestre em SP

Compartilhe nas redes sociais!

Marcado pela flexibilização das medidas de isolamento social, o 3º trimestre de 2020 registrou 938 vítimas de violência letal (mortos pela polícia, lesão corporal seguida de morte, latrocínios e homicídio doloso), o que representou um aumento de 6,1% quando comparado ao terceiro trimestre de 2019. Em relação a essas categorias de crimes violentos, apenas os homicídios dolosos registraram um aumento nas ocorrências, tendo subido 13,2% (de 615 para 696 casos), índice que estava em queda progressiva desde o ano de 2013. Dentre esses homicídios, registrou aumento o homicídio doloso de mulheres, incluindo feminicídios, cuja soma no mesmo período de 2019 foi de 90 vítimas, e, em 2020, de 104 mulheres assassinadas (15,6%). O aumento mais significativo se deu no interior do estado, com um crescimento de 21%. Os dados mostram queda de 8,5% nas agressões intencionais contra mulheres.Para Carolina Ricardo, diretora-executiva do Instituto Sou da Paz, o aumento de feminicídios enquanto há queda nos registros de violência contra a mulher chama a atenção para a possibilidade de subnotificação das denúncias. “Os dados acendem um alerta para este momento em que muitas mulheres vítimas de violência doméstica estão isoladas em casa com seus parceiros”, comenta. “A violência doméstica aumentou no período da pandemia, portanto, é preciso atuar preventivamente, com ações para verificar a recorrência de chamados policiais num mesmo endereço, pois feminicídios muitas vezes ocorrem após uma sequência de violências anteriores”, diz.

**  http://soudapaz.org

São Paulo, dia 9 de dezembro de 2020

Dra. Maria Alécia Silva Pereira

Foto Pexels

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *