Vida Saudável e Alimentação

Outubro Rosa! Adote hábitos saudáveis que auxiliam na prevenção do câncer de Mama. Se Ame! Se Cuide!

Compartilhe nas redes sociais!



Estamos no mês de Outubro, mês da campanha de prevenção ao câncer de Mama, o chamado Outubro Rosa. Dados do Instituto Nacional de Câncer estimam 66.280 novos casos só em 2020. O objetivo da campanha também é reforçar medidas que melhoram a vida das mulheres que já sofrem com a doença.  Nós mulheres podemos adotar medidas em nosso estilo de vida que controlam os fatores de risco conhecidos e a prática de comportamentos considerados protetores. Existem cada vez mais provas de que o estilo de vida influencia o surgimento de um tumor. Cientistas da Universidade Harvard, nos Estados Unidos, decidiram estudar a relação entre o consumo de fibras presentes em vegetais e cereais integrais e a incidência do câncer de mama. Através de 20 estudos, eles compararam os níveis mais altos e baixos de ingestão concluindo que a primeira situação estava atrelada a uma queda de 8% no risco da doença.  De acordo com a nutricionista Letícia Carniatto, do A.C.Camargo Cancer Center, em São Paulo, há a hipótese de que as fibras ajudam a reduzir o estrogênio em circulação, pois tal hormônio incita a proliferação de células mamárias saudáveis ou não, o que alimentaria o problema futuramente, mas Letícia pondera que o trabalho traz indícios de benefícios, e não um atestado de causa e efeito.

Todas as mulheres devem ter a consciência do chamado autocuidado em relação ao câncer de mama, ou seja, um conjunto de práticas adotadas para preservar a saúde da mama. Essas práticas têm impacto na redução do risco para um possível surgimento do câncer de mama e para a detecção precoce no caso da doença aparecer.

Detecção Precoce:

A prática mais conhecidas de autocuidado é o autoexame. Ele é importante para que você conheça bem o seu corpo e para que possa perceber com facilidade qualquer alteração suspeita nas mamas. Caso perceba algo diferente, procure um médico imediatamente, pois só ele poderá determinar se os sintomas correspondem ou não à doença.  Se for um caso positivo, quanto mais cedo o câncer for diagnosticado e tratado, maiores são as chances de cura.

Deve-se atentar aos seguintes sintomas:

  • Aparecimento de nódulo (caroço) no seio ou na axila. Os nódulos podem apresentar dor ou não, ser duros e irregulares ou macios e redondos.
  • Dor ou inversão do mamilo (volta-se para dentro da mama).
  • Presença de secreção pelo mamilo, sanguinolenta ou não.
  • Inchaço irregular em parte da mama, que pode ficar quente e vermelha.
  • Irritação ou retração na pele ou aparecimento de rugosidade semelhante à casca de laranja.
  • Vermelhidão ou descamação do mamilo ou da pele da mama.
  • Nos casos mais adiantados, pode aparecer uma ulceração na pele com odor desagradável.

Apesar de o autoexame ser muito importante e indispensável, ele não substitui o exame regular realizado pelo médico e nem a mamografia. A mamografia é mais eficaz por detectar nódulos ainda muito pequenos, não perceptíveis pelo toque. O câncer da mama inicial geralmente é assintomático, ou seja, na há sintomas perceptíveis ou sinal e ele só pode ser detectado através de exames (mamografia, ultrassom ou ressonância magnética). 

Outra forma importante de autocuidado é manter os exames em dia. A realização anual da mamografia para mulheres a partir de 40 anos é muito importante para que a doença seja diagnosticada precocemente, mas as mulheres que possuem histórico de câncer na família, devem iniciar a realização do exame 10 anos antes da idade que a parente tinha ao detectar o tumor. Antes dessa idade, as mulheres devem solicitar ao ginecologista ou ao mastologista a realização do exame clínico das mamas conhecido como exame de toque, e fazer os complementares, caso o médico os solicite. Um exemplo é a ultrassom, normalmente aplicado em mulheres mais jovens por terem as mamas mais densas. 

Dicas do INCA

O Instituto Nacional de Câncer (INCA) listou em seu site dicas para prevenir esse tipo de câncer, dicas fáceis para seguir apenas com a adoção de um estilo saudável de vida. Abaixo estão listadas:

  • Não fume

Essa é a regra mais importante para prevenir o câncer, principalmente os de pulmão, cavidade oral, laringe, faringe e esôfago. Ao fumar, são liberadas no ambiente mais de 4.700 substâncias tóxicas e cancerígenas que são inaladas por fumantes e não fumantes. Parar de fumar e de poluir o ambiente é fundamental para a prevenção do câncer.

  • Alimentação saudável protege contra o câncer.

Uma ingestão rica em  alimentos de origem vegetal como frutas, legumes, verduras, cereais integrais, feijões e outras leguminosas, e pobre em alimentos ultraprocessados, como aqueles prontos para consumo ou prontos para aquecer e bebidas adoçadas, pode prevenir o câncer. A alimentação deve ser saborosa, respeitar a cultura local, proporcionar prazer e saúde e incluir alimentos regionais.

  • Mantenha o peso corporal adequado.

Manter um peso saudável ao longo da vida é uma das formas mais importantes de se proteger contra o câncer. Uma alimentação saudável favorece a manutenção do peso saudável e a recomendação é evitar alimentos ultraprocessados, como aqueles prontos para aquecer ou consumir, e fazer dos alimentos in natura e minimamente processados como as frutas, legumes, verduras, feijões e outros grãos, sementes, castanhas a base da alimentação.

  • Pratique atividades físicas.

Você pode, por exemplo, caminhar, dançar, trocar o elevador pelas escadas, levar o cachorro para passear, cuidar da casa ou do jardim ou buscar modalidades como a corrida de rua, ginástica, musculação, entre outras. Experimente, ache aquela modalidade que você goste, aproveite e busque fazer dessas atividades um momento coletivo, prazeroso e divertido, com a família e amigos, ou faça da atividade física um momento introspectivo no qual você se conecta consigo, enfim, é possível encaixar a atividade física na rotina de cada um, seja através do deslocamento ativo indo ao trabalho ou outras atividades caminhando ou de bicicleta, são diferentes possibilidades.

  • Amamente.

O aleitamento materno é a primeira ação de alimentação saudável. A amamentação até os dois anos ou mais, sendo exclusiva até os seis meses de vida da criança, protege as mães contra o câncer de mama e as crianças contra a obesidade infantil. A partir de seis meses da criança, deve-se complementar a amamentação conforme a dica sobre Alimentação saudável e proteção contra o câncer.

  • Evite a ingestão de bebidas alcoólicas.

Seu consumo, em qualquer quantidade, contribui para o risco de desenvolver câncer. Além disso, combinar bebidas alcoólicas com o tabaco aumenta a possibilidade do surgimento da doença.

Adotando um estilo de vida saudável como a prática de atividades físicas, equilíbrio na alimentação, exames preventivos, consultas rotineiras e diversos hábitos de melhoria para saúde, é possível viver de maneira leve, tranquila e evitar situações que podem causar desconfortos a nós e aos nossos familiares.

Se Ame, Se Cuide!

 Texto Mirna Sabiny 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *